Motorista de táxi atacou uma passageira durante viagem pela estrada do Maguary, em Ananindeua
O taxista Wellington Rodrigues da Silva Baía, de 27 anos, foi preso e autuado em flagrante acusado de estuprar uma passageira dentro do seu táxi. O crime ocorreu na madrugada de anteontem, na Estrada do Maguari, em Ananindeua. O acusado foi localizado por uma equipe da Polícia Civil após a vítima denunciar a violência sexual na Seccional de Ananindeua.

O delegado Antônio Mourão, diretor da Seccional de Ananindeua, disse que o estupro ocorreu na madrugada de anteontem, por volta de 1h30, quando a vítima, em companhia de outras duas mulheres, acionou os serviços do taxista na entrada do município de Ananindeua. “Essas três moças vieram do trabalho e não havia mais ônibus circulando para elas chegarem em casa. Então, elas pegaram corrida com esse taxista, que foi deixando uma por uma em casa. Quando sobrou só uma das passageiras, ele começou a tentar algo com a moça”, contou o delegado.

A vítima contou na na seccional que  Wellington começou a se insinuar para a ela logo que as outras passageiras foram deixadas em seus destinos. “Depois que eu fiquei sozinha ele começou a dar em cima de mim, me convidando para ir a um motel. Fiquei com medo e tentei sair do veículo, mas ele trancou as portas. Quando chegamos na Estrada do Maguari, próximo a um posto de gasolina, ele veio para o banco de trás, onde eu estava, e me atacou”, revelou a vendedora em depoimento formal. Para poupá-la de constrangimentos, sua identidade não será revelada.

O delegado Antônio Mourão disse que o crime ocorreu dentro do táxi de Wellington. Após cometer a violência, o acusado deixou a vítima sair de seu veículo e fugiu. A vendedora, no entanto, conseguiu memorizar o número da placa do veículo. Ela foi até a Seccional de Ananindeua e denunciou o taxista, informando tudo ao delegado Mourão.

De posse das denúncias, uma equipe de policiais civis efetuou a prisão de Wellington, por volta das 16 horas de anteontem, na Rua 2 de Julho, em Ananindeua. “Ele estava na casa de uma mulher, celebrando os 30 dias de nascimento da filha dele, quando nós o apanhamos. Ele foi trazido aqui para a seccional onde foi reconhecido como o autor do crime por parte da vítima”, disse o policial.

Na manhã de ontem, o acusado foi conduzido por uma guarnição da Polícia Civil ao Centro de Perícias Científicas Renato Chaves, onde foi realizado o exame de corpo de delito e coleta de material genético. Este mesmo exame foi feito pela vítima do taxista. 

O táxi utilizado no crime, o Siena branco de placas OBW - 2363, trafega com a Autorização Para Táxis de Ananindeua (APTA), com o número 0868. O veículo está apreendido na unidade policial e só será liberado mediante o comparecimento do proprietário. 

Segundo o delegado Antônio Mourão, Wellington Rodrigues já foi preso por tráfico de entorpecentes. Ele foi encaminhado para uma unidade prisional do Sistema Penitenciário do Estado (Susipe), onde ficará preso até nova decisão da Justiça.

Fonte: ORMNEWS

Publicação: Elyon Gomes – Regional Agora

0 comentários:

Postar um comentário

 
Top